apresentação

apresentação

LIVRO ZEN ORIGAMI

Mandalas in action integrantes do LIVRO "ZEN ORIGAMI" no qual estou trabalhando.

05 agosto 2017

ENQUANTO NÃO CHEGA A PRIMAVERA


ENQUANTO NÃO CHEGA A PRIMAVERA

Fazendo as trocas de papéis, doando partes dos estampados que já usei, revendo passo a passo de modelos antigos e renovando o guarda-roupa...

 O estampado acima e o todo em branco com libélula, são trabalhos em papel circular, sem cortes, sem cola e com as alças em inserção.Essa forma permite um efeito agradável e com bolsos laterais.
Papel Zen Origami, pintado à mão, feito com muitos outros e que estava à espera... Gostei muito dele na confecção desse modelo com preguinhas e gola.
 Abaixo um vestido bem simples com design de bata, e laço vintage em papel jornal 
 Outra vez papel circular, agora com laço e abertura das dobras  na altura do peito. 
Com visual despojado  em kraft...porque eu amo papéis amassados, reaproveitados, marcados pelo tempo e uso...


30 julho 2017

VOLTANDO PARA CASA

VOLTANDO PARA CASA

Quase nove meses sem vir ao blog... mas como tudo tem sua hora de nascer, estou de volta. Aos poucos, tentarei postar os trabalhos desse período lacunar, junto às novas criações. 
Alguns leitores têm pedido fotogramas e ainda não consegui pausas suficientes para isso. Ou crio, ou registro tutoriais, mas estou lutando por me organizar melhor e voltar com os fotogramas para vocês, ok?

Usei cartolina para o vestido preto, que não é de longe o melhor papel, mas era o disponível onde eu me encontrava. Chamei-o de "EU PROMETO PARA A NOITE", porque a frase que se conhece é: "a noite promete..", mas na verdade, acontecer, é a gente quem faz, né?! Sempre.
O design acima "TESS DRESS" parte de tessellation na blusa, dando um efeito de relevo ao peito do vestido. Foi um teste apenas, mas pretendo levar essa dobra para a altura da barriga, criando mais um modelo para grávidas. O babado e a manga, foram papel em outra cor e textura, aplicados ao do origami.
Aqui finalmente, pus em prática um desejo antigo: trabalhar com os modelos dos lencinhos portugueses. E adorei o resultado. Ao fazer, lembrava de Rui Roda, que dobra lindamente em Portugal. Ele curtiu o vestido, mas ainda não viu os sapatinhos "LÁ NO HORIZONTE", criados há tempos atrás, mas agora, novos, com tema português.
"EU HOJE ACORDEI CHIQUE", foi nomeado por minha origamiga Marta Issa, (especialista em nomear os origamis que crio, rs) de "Para Marilyn". Não é que ela tem razão? Consigo "ver" Marilyn dentro dele, com caras e bocas fazendo biquinho. Então, que seja!

 Com lacinho saindo da própria dobradura...
Mais um vestido antiguinho, mas agora com babado e fita.... pra moça bonita! 

 E abaixo um modelo mais simples, mas que ainda permite bastante trabalho sobre ele
 LOLA, um sapato feito em papel retangular, cujas dobras permitem a inserção de alças, laços e outros frufrus...
 E mais um sapatinho, acho que ainda sem nome. Parece tão confortável, que penso em fazer um com meu número...

20 novembro 2016

COLEÇÃO PRIMAVERA / VERÃO ZEN ORIGAMI (2)

"E SE" 
O conjunto abaixo nasceu quando no café da manhã, ao tirar as torradas da embalagem, dei dentro dela, com esse papelão leve e ondulado, com aparência de veludo cotelê. E me veio na hora a idéia da calça com bolsos. A camisa branca lembrando algodão, já havia criado há algum tempo. E porque sempre que vejo um papel qualquer, o primeiro pensamento que me vem é:
"-e se...dobrado eu o transformasse em..."
nomeei assim o modelo.
" DE ORIGAMI E POESIA"
 Ontem, dia 19 de novembro, foi aniversário de Joaquim Antonio, um poeta arretado que tem coisas lindas, mas bem melhor do que eu dizer, é poder ler com a alma. Aproveitem o domingo e façam uma visita no blog dele... deliciem-se. Então, uma de suas belas poesias foi parar no vestido de papel, de presente. O que acham?
"PRA TARDES DE VENTANIA"
E retomando o uso dessa folha de moldes, de uma revista antiiiiiiiga que adorei -  um vestidinho de gola larga, arredondada, com possibilidade de alterações. O papel tinha cheiro de guardado, gaveta de avós, ora, ficou por décadas dentro da revista e já tinha até mesmo a cor envelhecida que eu precisava. Coloquei-o na janela para tomar ar e numa ventania, lá se foi. Eu olhava por todos os lados e nada de vê-lo. Fui ao prédio vizinho e consegui resgatá-lo no play, antes da chuva que caiu logo depois. Oh, sorte!
"TE CONVIDO A DANÇAR"
Ando encantada com branco. Tive essa sedução por longos anos na vida. Em geral, com batas de modelos os mais variadíssimos. E do quanto gosto de trabalhar em papel circular, também não é segredo. Então, com um círculo de papel ofício e restos de livros antigos, criei essa miniatura . Vestido branco, todo pronto para as boas notícias que chegarão.
"PRA PASSEAR NA BRISA DA MANHÃ"
E por falar em batas...elas não poderiam faltar à coleção. Desse modo, com manguinhas bufantes e gola, dá para qualquer uma dessas manhãs de primavera.
 "CAMINHANDO POR AÍ"
Macacão em papel retangular, sem uso de cortes ou cola.
"PARA OS JARDINS DO SONHAR"
Esse modelo leve, com cruzamento de alça nas costas e já criado há alguns meses, eu estudei com papéis diversos e sempre produziu um resultado agradável, leve, de sonho bom.

14 novembro 2016

COLEÇÃO PRIMAVERA / VERÃO ZENORIGAMI - 1

Eu tenho tal paixão por criar vestidinhos, que resolvi fazê-los ao longo de todo o ano. Imagino que quando o inverno retornar, já terei tanto exercício e experiência que sairão mais bonitos, até porque amo inverno; mas resolvi começar com os adequados para os dias de primavera que temos tido. Minha janela anda colorida, meu primeiro junquilho branco enfim abriu, tem morango e as azaléias (que descobri depois serem flores originárias da China e Japão) que florescem  uma atrás da outra... E há beija-flor passeando por aqui quase diariamente!










Alguns modelos não constam aqui porque não estou com as fotos aqui e agora, mas em breve, anexarei. Já me solicitaram os tutoriais e me debato com a questão do tempo para edição. Logicamente não haverá como fazer de todos, mas certamente de um ou outro, pretendo publicar para que também vocês possam fazê-los.  Bjs floridos.



RETROSPECTIVA (SET, OUT, NOV 2016)

Quase um mês e meio sem publicar no blog...imagino que nunca tenha ficado tanto tempo longe. E com saudades!
Meus horários de consultas e entrevistas estão cheios, me divido entre dois consultórios e os atendimentos na Escola de Ed. Especial. 
À noite, chego tão cansada que me distraio um pouco e durmo logo depois, mas durante o dia,  num intervalo ou outro, nas paradas dos percursos, travessias, esperas, lá vou eu, com os papéis que sempre me acompanham para essas horas. E assim, as criações desse período sem postagem aqui, foram fotografadas e aí vão:
 Ainda havia um ar de inverno no ar, e brotou esse vestido - casaquinho, uma despedida para os poucos  e deliciosos dias frios que há por aqui.
Então foi a vez de voltar aos polígonos. Encontrei entre a papelada, algumas folhas que havia pintado há muuuuuuuuito tempo atrás e partindo do nonágono, fiz esse vaso-pote, que me faz pensar em folhas, e por vezes em determinados  ângulos, em um peixe. Adorei o resultado e a cor. Não sou de falsa modéstia: quando não gosto do que crio, não gosto mesmo e nem posto! E quando me dá prazer, trago aquilo que é bom para dividir com vocês .
Ele foi evolução de outros ensaios em nonágonos: 





E resolvi voltar depois ao "corte e costura", mas sem cortes, rs. E então, descobri dentro de mim um chamado antigo... os vestidinhos. Adoro. E com eles vieram macacões, jardineiras, calças etc. Vou publicar os já fotografados e na medida do possível, publicarei os novos chegando.

26 setembro 2016

GRÁVIDA de PRIMAVERAS

Depois da série quase infindável de sapatos que criei, passei a dobrar roupas. Vestidos, calcinhas, outros encantos e véus - para proteger, para mostrar,  por vezes dizer pelo corpo. Roupas-fantasias nossas de cada dia, discursos, onde ao pensar que nos escondemos, denunciamos identidades.
Acima, o vestido feito com seda rasgada de um antigo caderno de fotografia. Escolhi preservar os círculos por onde passavam os espirais. E viraram barra enfeitada do branco abrigado no sobretudo.
 E no exato ponto onde a fase calçado se alterna, chega esta nova que me fez pensar em Lidiane Siqueira, gestando sua melhor criação e caprichei então num espaço confortável para a barriga.  
 Tutorial: 
1- marque o meio na vertical e na horizontal.
2- leve as duas laterais ao centro, fechando.
3- fica assim
4- vire e calcule a altura indicada, marcando uma m.f.
5 - dobre essa marca para trás.
6- fica assim.
7- novamente leve as duas laterais para o centro.
8 - veja o resultado
9- e introduzindo um dedo na marca com o ponto azul, abra de cada lado em diagonal, até obter a posição indicada na foto seguinte.
10-deslize para fora o papel nas laterais  até o ponto amarelo, tornando o vestidinho mais solto na base
11 vire o papel para abrir também por trás
12- e deslize o papel em diagonal de ambos os lados, como na foto. 
13- agora suspenda levemente a parte superior
14- e dobre as duas pontas internas para fora,
15- encaixando-as por dentro dos bolsos diagonais para não ficarem soltas.
16 - para "levantar" a barriga, faça as marcas em m.f.e v.f. conforme a figura
17 e junte de acordo com a foto. 
18 - ok!

Abaixo, a dobra para a barriga foi em formato de prega. Mais uma opção...