apresentação

apresentação

LIVRO ZEN ORIGAMI

Mandalas in action integrantes do LIVRO "ZEN ORIGAMI" no qual estou trabalhando.

20 agosto 2016

DE KRAFT, CAFÉ E OUTRAS DELÍCIAS

  DE KRAFT, CAFÉ E OUTRAS DELÍCIAS

Há alguns meses tenho desenvolvido pesquisa em dobras, novos modelos e conjugação de materiais para roupas. Na postagem de hoje porém, publico apenas as criadas em papel circular, forma que me encanta mais a cada dia.


 Aproveitei restos de linha, pequenos recortes de jornais, mesclados a filtro de papel reutilizado, que já havia trabalhado também em minha exposição no final do ano que passou.

  A possibilidade fantástica de mixar papéis que talvez fossem para o lixo, somando poluição ao planeta já tão cansado, é inspiradora e alenta a alma.

 E além dos materiais já citados, também usei o kraft, papel singular em sua memória de vincos e dobras, que mantém o trabalho encorpado, sem pesar.

 Folhas de atlas  já desatualizados, toalhinhas de renda, tudo serve, tudo é oferta para pesquisa e satisfação no resultado.

 E assim, a partir do formato circular e da escolha cuidadosa de papéis, esse ar antigo que tanto me agrada, vai ganhando corpo, ou quem sabe... roupa!





18 agosto 2016

MANDALA DO PROJETO GIRAMÓDULO - VARIAÇÃO

Para quem já dobrou uma coleção de Legos e quer aproveitá-los, segue a variação da Mandala do Projeto, que tem os passos iniciais idênticos, mas fica com formato de guirlanda, uma vez que o centro resultará aberto, como um anel.

O  diagrama da primeira parte está aqui (passos 1 a 17).Os passos 16 e 17 que iniciam esta parte, também são idênticos aos da mandala do Projeto Original, no link acima,             
16-Igual ao passo 16 da Mandala do Projeto Giramódulo original
17-Vire o modelo
A partir daqui, é introduzida a variação, com novas dobras: 
18- Faça curler nas pontinhas conforme a foto, use um objeto cilíndrico.
19- Fica assim.
20- Vire o modelo e dobre as pontas marcadas que serão embutidas.
12- Encaixe-as dentro da ponta do módulo anterior e repita os passos até fechar todos os módulos.
                            



13 agosto 2016

RIO 2016

RIO 2016
Sequer pensara em ir à abertura das Olimpíadas, mas na véspera, ganhei um convite, e então... claro que fui! A oportunidade de estar no Maracanã com primos queridos que não vejo com a freqüência que gostaria e mais um espetáculo de luzes, cores, sons, etnias, traços, diferenças, bem ali, ao alcance da mão -  já que assisti de um  num lugar excelente -  era imperdível.
A hora do hino,  pura emoção, das vezes em  que o nó na garganta foi mais forte que a voz lutando por sair. E para todos que como eu, questionaram se o momento pelo qual passamos condiz com sediar os jogos, deixo "Meu coração brasileiro" num texto de Alexandra Lucas Coelho, que ilustra divinamente o que penso. 
Sobre a grande festa do dia 5 de agosto, já  há fotos, vídeos e artigos espalhados pelos jornais e revistas do mundo, mas aqui quero falar especialmente da "chuva" no final da abertura.
Milhões de pequenos pedaços de seda despencaram por todo o Maracanã, caindo de levinho e por tempo suficiente para que antes da saída, estivéssemos todos nós cobertos de cor.
Origamista que se preza, não pode ver papel sem pensar naquilo... Os que convivem comigo, já nem se incomodam tão acostumados estão. Bem, recolhi alguns das cadeiras, do chão e guardei para uso futuro. O papel, extremamente fino, era difícil até de segurar, pois deslizava na pressão dos dedos e não tinha medidas comuns. A primeira mandala que fiz, levei-a depois a um jogo de Handebol masculino, na Arena do Futuro. Segue uma foto, único registro, pois até guardada, a mandala amassou. Quem olhar bem na minha mão sobre o azul da bandeira, vai vê-la quando ainda estava inteira. 
Mas não desisto fácil e apesar do desafio da gramatura e das pequenas medidas (1,7 x 5,7cm), dobrei a seda. E saiu assim:
O nome, não poderia ser outro: Rio 2016. E para quem quiser se aventurar, desenhei um esboço do diagrama.. 
 Boas dobras e "comida, diversão e arte"  para todos nós! 

08 agosto 2016

MANDALA DO PROJETO GIRAMÓDULO

O Projeto Giramódulo, é filho do módulo LEGO, semente de tantas boas criações plantadas e cultivadas pelas mãos do mundo. 
A primeira mandala que criei com ele, foi também a capa do convite que muitos origamistas receberam naquela época, chamando-os a participar. 
Assim que o diagrama do LEGO  foi finalmente publicado, recebi vários contatos pedindo explicação ou vídeo sobre como era montada a mandala após o módulo ficar pronto. 
Então, aí vai: 
 Fiz a mandala com 21 módulos Lego, e pode ser feita com apenas 20. 
Para alguns leitores que ainda não dominam a linguagem técnica do origami e sentem dificuldade em  interpretar diagramas,  posto além do desenhado por Hidemi Tokui, também o fotograma que montei naqueles primeiros tempos do Projeto e enviava para os leitores iniciantes: 
Após os 21 módulos preparados, serão trabalhados assim:
 1 ao 3 - Abaixe a ponta menor, dobrando-a na posição mostrada para vincá-la.
4 e 5 - Volte-a para o lugar original,
6 - Afaste suavemente as camadas de papel da ponta menor ( em verde escuro no modelo.
7 - Traga  para baixo a camada de papel afastada no passo 6 até ficar totalmente plana de acordo com a foto seguinte.
8- Levante a pontinha voltada para você, dobrando o pequeno quadrado ao meio, até que ela toque o outro ponto vermelho.
9 e 10- O módulo deve ter agora esse aspecto.
11 e 12 - Com uma espátula ou objeto cilíndrico, como uma caneta ou pincel, enrole a pontinha na qual trabalhou.
13- Repita o processo até obter 21 módulos.
14- Encaixe, APENAS a camada mais superficial ddas dobras do módulo à direita,  no bolso do  módulo à esquerda. 
15 e 16- Atenção: a base deve ficar o mais alinhada possível.
17- Virando o papel, deve ter esse aspecto.
Final: complete encaixando todos os módulos restantes da mesma forma até obter a mandala.
Dúvidas? Escreva que respondo o mais rápido possível.
Lembre-se de que a escolha do papel, textura, cor, pode fazer muita diferença.
Já fez? Então é só enviar uma foto.
Boas dobrinhas. 

18 julho 2016

LEGO

Enfim... LEGO cresceu! Já correu mundo, brincou muito em mãos diferentes, gerando criações tão diferenciadas, que agora, dois anos depois, está aí, diagramado por Hidemi Tokui, para que todos os solicitantes possam experimentar também o prazer e liberdade que ele traz. Quando começou a rodar por diferentes países e lugares, eu pedia que as pessoas interessadas fizessem contato via email, para que eu pudesse conhecê-las, saber quem estava experimentando dobrar com o módulo. Alguns logo de início, fizeram várias criações; outros demoraram um pouco mais. Alguns que sequer haviam dobrado um tsuru, tentaram e foi animada a primeira conquista. Houve, claro os que  desistiram na primeira tentativa, e outros, mais obstinados, encararam como um desafio e criaram coisas lindas que tive a alegria de receber as fotos e publicar. 
Para quem chega agora, deixo alguns links que explicam primeiramente o PROJETO GIRAMÓDULO, todo com base nesse pequeno e simples módulo, mas capaz de gerar uma infinitude de invenções; e também as galerias onde os belos trabalhos que chegaram foram sendo publicados.
  O PROJETO: 
http://zenorigami.blogspot.com.br/2014/06/projeto-giramodulo-ou.html

FOTOS DOS TRABALHOS: 

















27 junho 2016

AZULEJOS HIDRÁULICOS

 Sempre me apaixonou o antigo, aquele jeito de casa de avó, renda cor de mate, penteadeira, quintais, vasos de barro.. e também os desenhos dos azulejos hidráulicos.

Quando estava produzindo para a exposição Mil Vezes Papel, recorri a periódicos, filtros de café já usados, jornais e materiais ricos de história e memória afetiva. E foi ali  e com eles que inicialmente projetei o que me inspiravam os padrões dos azulejos.

Além da "boniteza", os papéis, ainda atendiam a uma preocupação constante que trago com relação ao não desperdício, a aproveitar tudo aquilo que as pessoas não vêem como valoroso e proporcionar um novo status, onde o olhar se volte para a questão ecológica de preservação, sustentabilidade e também a resultados totalmente inesperados, em que o diálogo com a história já vivida e registrada que traz aquele papel, interaja com o ato de criação resultando em algo que não fora antes pensado.
No momento, continuo essa pesquisa já antiga, mesclando-a à técnicas mistas e alcançando respostas que tem sido fruto de muito prazer.

15 junho 2016

SAPATARIA

Eu tento sair dos sapatos, mas eles não saem de mim, rs... Alguns dos que estão abaixo, tem diagramas aqui no blog ( como o sapato de lego); outros são novos e alguns ainda nem fotografei.
Além da paixão por sapatos de origami, agora tenho outra, mas ainda não conto... em fase de produção e pesquisa.

Os leitores e leitoras que desejarem ver com maiores detalhes os sapatinhos da foto acima, podem visitar a página do face: