apresentação

apresentação

LIVRO ZEN ORIGAMI

Mandalas in action integrantes do LIVRO "ZEN ORIGAMI" no qual estou trabalhando.

15 dezembro 2014

PARA UM MENINO QUE ESTÁ INDO EMBORA

Hoje logo cedo o telefone tocou e a notícia que recebi tingiu meu coração de cores tristes. Em horas assim, é como se a gente não coubesse dentro da gente mesmo... sensação de quem vai implodir. 
Às vezes, quando estou feliz, eu crio estrelas. Alegria. Mas há dias como o de hoje em que estou pura agonia, então...


 TUTORIAL:
Recorri ao origami para transmutar a energia. Para alguns pode parecer louco, mas na verdade, é travessia: vales, montanhas, idas e voltas, círculo, encontro, infinito. Ao fim, já estou vibrando de outra forma.
 Há pouco, a mesma pessoa que me ligou cedo, telefonou novamente. E disse:
-"Assim é injusto: você pode tocar piano, pintar, criar, fazer poesia,  dobrar, cantar e sentir-se melhor. Eu tenho que arrumar casa, lavar, limpar, organizar, ter um trabalho danado, para chegar a isso,  rs!" E eu a fiz recordar do sucesso que é na cozinha, lugar onde sou um zero.De seu talento para fazer as pessoas rirem. E é assim - cada um com seu caminho. Somos diferentes para enfeitar o mundo. 
Muitas vezes, precisamos dar uma volta imensa, fazer coisas e coisas até alcançar o maravilhoso estado do "não fazer". Lembrei também de uma informação preciosa que recebi outro dia de Didier Boursin. Ele escreveu me parabenizando pela variante que fiz de sua caixinha triangular e citando a palavra "simples"  disse que provém do latim - simplex - que se opõe à "complexo" - termo que significa muitas dobras. Eu jamais havia refletido a respeito e achei muito interessante e enriquecedor.
Pesquisando um pouco mais a respeito, encontrei que "simplex' seria a visão límpida, não comprometida do real" . E tudo ficou claro, redondo como um círculo: quando o ar faltou, fiz poesia, criei essa estrela em papel triangular, pois o três fala de movimento, de impermanência, transição e ao fim, consegui vivenciar esse "indo embora" como passagem, permissão para seguir viagem e a dor ficou menor, transformada em compreensão. 



4 comentários:

  1. Há momentos que a dinâmica do universo é extremamente dolorosa... Felizes aqueles que sabem utilizar seus talentos para transmutar...

    ResponderExcluir
  2. Briana, é mesmo um exercício e desafio poder olhar para além das aparências do que evitamos e ver unicidade. Mas é sem dúvida, colo e crescimento.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Tânia, boas vindas! Visite o blog sempre que puder, posto sempre coisas novas e se você dobrar algo, mande a foto, ok? bjs

      Excluir